O segredo das palavras.

Na simplicidade das palavras
Mora a complexidade do mundo.
O que não se ouviu em palavras
É o que realmente foi dito.

Há os que falam e nada dizem.
E há os que nada falam
E tudo explicam.

Quem se limita em palavras
Age como tolo.
Quem pelas palavras se emudece
Age com coerência
E persuadi com sapiência,
Mesmo sem nada ter a dizer.

Sábio é o que entende
Em segundos
O que o tolo quis dizer
Em minutos.

No implícito que está explícito
Nas palavras
Escondem-se segredos.
E na valentia das palavras
Que foram ditas
Escondem-se os medos.
BrunoricO.

2 comentários:

Márcio Luiz Soares disse...

Ei, Bruno! Achei muito bom o teu blog, parabéns. Se me permitir, gostaria de divulgar alguns dos teus textos dentro do meu blog, que preza pela qualidade e é o veiculo que utilizo pra compartilhar as coisas que eu gosto. Daí, meu pedido. Um abraço.

lar4 disse...

muito lindo mesmo brunão... me lembrou uma música do ponto de equilíbrio... "quem sabe, cala. quem não sabe é quem mais fala. o sábio cala, a verdade por si fala..."

Postar um comentário