Cá entre nós.


Vamos fazer valer a pena,
Seja lá o que for,
Mas façamos valer a pena.

Sejamos o que falamos,
Falemos e o que pensamos,
Pensemos no que sonhamos
E sonhemos com o que valha a pena.
Mas é o a pena do interno,
Nunca do externo,
Não deixe que outros sonhem por você.
Não se perca nos labirintos
Fúteis de outrem.
Se apeteça, se reconheça,
E por fim, se mereça.

Esteja sempre pronto
Para as chuvas que tanto pede e espera.
E se por ventura não vier a chover,
Faça você mesmo sua chuva,
Peque a mangueira do jardim
E espirre água para o céu.
Banhe-se, renove-se,
E aproveite a chuva criada por ti.

O teu sonhar é o teu viver,
Viva com voracidade.
Seus pensamentos impulsionam
A sua felicidade.
Portanto corra!
Mas cá entre nós,
Se for rápido ou devagar,
Faça tudo valer a pena.

BrunoricO.

1 comentários:

vato cria das ruas... disse...

loko loko loko mano
vou difundir essa mensagen...

Postar um comentário