Pobre é o diabo, eu odeio ostentação




“Logo mais vamo arrebentar no mundão,
De cordão de elite, 18 quilates,
Põe no pulso, logo Breitling,
Que tal? tá bom?
De lupa Bausch & Lomb, bombeta branco e vinho,
Champagne para o ar, que é pra abrir nossos caminhos,
Pobre é o diabo, eu odeio a ostentação,
Pode rir, ri mais não desacredita não."

Pois é, o “logo mais” chegou (e chegou ostentando a vera).
Conclui-se então que o Pedro Paulo, vulgo Mano Brown, seria o pai do funk ostentação? Ow shit! Por que não?
Pensemos e analisemos as palavras em negrito, destacadas acima:
Cordão de elite de 18 quilates não é nada barato, correto? Não é algo que um favelado sofredor, que acorda cedo e volta tarde, vá carregar no pescoço, como um simples escapulário, certo?
Um Relógio Breitling possui uma média de valor em torno de R$15.000,00, portanto não é um item popular, certo?
Bausch & Lomb ta na vista de todo mundo? Hummm, tenho dúvidas, não chega a ser um item ostentação, mas também não é popular.
Champagne tem várias marcas, mas a maioria do povo brasileiro nunca nem bebeu um de verdade, o povão curte mesmo é uma boa cidra, então concluímos que Champagne também não é um item popular.

Mais uma vez eu pergunto: seria o Mano Brown o pai do funk ostentação?

Bem, eu nem ia escrever sobre esse lance do Brown fazer participação no clipe ostentação desse tal de Pablo do Capão, mas eu não aguentei, as palavras precisavam ganhar vida.
Primeiro de tudo vamos falar do tal funk ostentação.
Esses dias eu tive o desprazer de ver um documentário que falava só sobre isso, e confesso que fiquei muito triste; tudo bem que eu já sei que vivemos o pior momento da música brasileira, e que a tendência é que as coisas piorem, só que eu não achei que isso fosse acontecer tão rápido, e que tantas pessoas inteligentes iriam aderir, e achar maneiro esse tipo de coisa.
É bom que se diga que música é entretenimento sim, é lógico que pode existir música divertida que fale de tudo, eu particularmente não exijo que a música eduque ninguém, mas ela também não precisa deseducar, pois é isso que vem acontecendo, e eu não estou falando só de funk ostentação não, estou me referindo a música contemporânea de uma forma bem abrangente.
Para as pessoas que falam que música serve apenas para divertir, que não deve ser levada tão a sério, pois é um mero instrumento de entretenimento, eu aconselho parar um pouquinho para ouvir as músicas divertidas e dançantes dos anos 70, 80 e início dos 90, depois disso compare com a qualidade das de hoje, e compare tanto no sentido ritmo/musical, quanto no sentido de letra, vejam o declínio gritante que estou dizendo. E sinceramente isso não é normal, o emburrecimento do nosso povo não pode ser encarado como algo normal nunca! Aliás, isso tem um propósito, mas poucos conseguem enxergar dessa forma.
O fato é que a música de antes ficava na mente, é cantada até hoje, enquanto as músicas atuais são descartáveis, duram menos de um ano, e depois ninguém lembra mais. E então, vivemos ou não o pior momento musical do Brasil?
Daí no meio disso tudo surge o funk ostentação, afinal, os pobres querem e possuem o direito de ter coisas boas, curtir do bom e do melhor, ninguém é contra isso, mas ostentação é coisa de playboy!
O povo do rap sempre foi educado a achar que playboy é o cara que nasceu em família abastada, que o pai é empresário e coisa e tal, até o próprio Brown encabeçava esse discurso, tem dúvidas, veja o vídeo abaixo:


Mas então, esse tipo de educação está errada, um playboy se faz pelas suas atitudes, e não do que ele tem na carteira, afinal de contas, um bando de pobre em um clipe, com uma porrada de carro alugado, jogando bebida cara fora e fumando nota de cem é atitude de quê? E foda-se se esses caras vieram da favela, isso é atitude de playboy, é algo escroto. Eu por exemplo conheço gente que tem muito dinheiro e é simples pra cacete, fala com todo mundo de igual pra igual, e não desmerece ninguém, na contrapartida conheço muito favelado metido a besta, que tem um negocinho e já se acha superior ao vizinho do lado, agora tu imagina esse ser com dinheiro de verdade. E aí, quem é o playboy?
Hoje em dia o Governo concede várias facilidades de crédito, todo mundo sabe que depois do Lula o pobre passou a ter coisas que antes nem sonhava ter, e isso iludiu e ainda ilude muito o nosso povo, pois é como o Eduardo falou certa vez em uma entrevista: Nesse pacote de facilidades não vem a educação de qualidade, a faculdade, a saúde. Mas enfim, voltemos para a ostentação...
Confesso que não fiquei surpreso com a participação do Brown nesse vídeo, aliás, já saiu uma nota dizendo que o Brown não autorizou as imagens do clipe (pois é, ele viu que deu merda). E digo que não fiquei surpreso, pois eu sempre acompanhei as entrevistas do cara, as novas músicas, e é notório que a ideologia já mudou faz tempo. É só chegar no youtube que qualquer um vê o Brown colado em vários lugares com o Mr. Catra; em uma entrevista o Brown falou que curtia um funkeiro da quebrada dele, que o cara estava correndo pelos mesmos objetivos dos Racionais (sic). Ou seja, essa fase ostentação do Brown não é de hoje, ele sempre teve medo de mostrar esse lado, até porque sabia que ia ser cobrado, mas o tempo é rei.
Alguns vão perguntar: “mas porque o Brown é tão cobrado, deixa o cara, a música é livre.” Daí eu digo: deixa o cara, não, ele é refém dele mesmo, ele não tem noção da importância que tem no rap e na música brasileira, eu acho sinceramente que o Brown não sabe mensurar quantas pessoas e grupos ele inspirou nesse país, pessoas essas que certamente estão muito decepcionadas com as últimas atitudes do líder dos racionais, e eu não estou falando só desse clipe não. Na verdade o clipe só evidenciou inúmeros problemas antigos.
É válido lembrar que os Racionais mc’s criaram tendências, eles não iam à Tv e consequentemente ninguém do rap ia, e quem ousava fazer ao contrário se fodia, e se fode até hoje, justamente porque o povo do rap foi educado assim, e o Brown tem responsabilidade nisso, por isso mesmo que ele tem que ser cobrado sim, pelo menos em relação a sua postura.
Lembro até hoje do grande rapper Xis sendo praticamente apedrejado pelo povo do rap por ter participado da casa dos artistas, sendo que o cara foi lá, representou, foi contundente, sofreu racismo lá dentro, não abaixou a cabeça, mas e aí, quem quis saber, ele estava indo contra uma “regra” do rap nacional, e depois disso praticamente acabaram com a carreira do cara.
E aí Brown, de que adiantou isso tudo, de que adiantou dizer que não é bom ir à TV, de que adiantou fazer cara de mau, sem necessidade, tudo isso não possui valia alguma a partir do momento que você apóia um mc de funk que tem uma ideologia que vai em desencontro ao que você cantou durante toda a sua vida. Todo mundo sabe que o Brown sempre gostou de ser contraditório, mas tudo tem limite né. E a molecada como é que fica? Vão passar a achar realmente maneiro esse tal de funk ostentação, afinal de contas, o ícone maior do rap nacional está apoiando. E os grupos de rap que se inspiraram na sua postura, e aí Brown, como é que esse povo fica? E os que estão por vir, virão com uma pegada ostentação? É preciso parar pra pensar nisso tudo.
É muito importante dizer que as músicas dos Racionais continuarão sendo muito loucas, os álbuns continuarão sendo marcantes, eu sempre vou ouvir, e o que está acontecendo hoje não apaga o que foi feito no passado, até porque está claro que o Brown do passado já não está mais entre a gente há muito tempo (que Deus o tenha), talvez por isso os Racionais estejam esse tempo todo sem lançar CD, pois certamente o público iria se chocar.
O futuro é tenebroso, pelo visto o Brown vai negar essa participação, mas pra mim isso não vai colar, até porque o meu foco não é só este clipe, e sim todo um histórico sombrio do senhor Pedro Paulo.
Só uma última questão, se o povo brasileiro aderir de fato ao “ritmo” ostentação, como é que vai ficar aquela pessoa que não conseguir ter as coisas propostas no vídeo? Como é que vai ficar a cabeça do moleque que ta crescendo achando que vai ter todas aquelas coisas do clipe, e depois concluir que não terá nada daquilo? É, precisaremos construir mais cadeias.
É muito triste ter que escrever algo ruim a respeito de um cara que me influenciou tanto, mas é a vida, Sérgio Vaz diz que quem não tem valor tem preço, e é bem por aí. Na verdade, ídolo bom, é ídolo morto, pois esse não tem mais tempo para fazer merda e manchar toda a sua obra e história.

Fiquemos então com os bons tempos:

“Irmão, o demônio fode tudo ao seu redor
Pelo rádio, jornal, revista e outdoor
Te oferece dinheiro, conversa com calma
Contamina seu caráter, rouba sua alma
Depois te joga na merda sozinho
Transforma um preto tipo A num neguinho.”

Pois é Brown, você virou um mero neguinho. 



Bruno Rico.
 

23 comentários:

Raphael Luiz disse...

Lamentável mesmo Bruno,como você disse um cara que é a lenda viva no Rap,com o tempo faz tudo que ele sempre criticou!!!

Anônimo disse...

nada a ver para quem não sabe ostentar quer dizer mostrar não quer dizer que é uma coisa cara e mesmo que ele use ostentar e você ta usando coisas Cras sem poder isto é no meu Ponto de vista e o que ele falou ali ele Referia-se a o que ele queria que Deus o desse ele queria que fizesse sucesso no mundo e ganhace muita grana é isso que ele se refere mas Vocês Querem inventar Histórias Para Falar que ele é Modinha ai Galera vamo abrir o olho pois se ele fosse moda ele teria se vendido pra globo mas ao contrário ele falou que jamais iria Para a globo o que acontece é que a Mídia entre outros querem destruir a Imagem dele parem e pensem

Harisson Neto Goes disse...

Porra! Se é looooooco! Falou tudo. Parabens.!

Roney Brown disse...

http://www.youtube.com/watch?v=7nKgtGEtStQ

Anônimo disse...

TIRANDO A PARTE QUE O XIS REPRESENTOU (KKKKKKKKKKKKKKKKKK) DE RESTO É UMA EXPRESSÃO CORAJOSA E VERDADEIRA... SE FOSSE QUALQUER OUTRO MC ESTARIA SENDO APEDREJADO POR TODOS..O FATO É QUE A IDEOLOGIA DO BROWN MORREU E TÁ DEIXARAM VÁRIOS ÓRFÃOS QUE NÃO CONSEGUEM ACEITAR A SITUAÇÃO

Carlos convida! disse...

Se formos ver, dinheiro não é criado do nada, ele é transferido! E onde está o dinheiro para ser transferido? De que forma vamos transferi-lo? O dinheiro nasce, cresce e permanece sempre nas mesmas mãos, vejo isso como uma estratégia; o próprio Brown fala: preto e dinheiro são palavras rivais... Chega, tem que mudar, entrar na mídia, nas grandes rádios, o dinheiro tem q se movimentar aqui também - falo da periferia - lembro bem, nas décadas de 80 e 90, os únicos da área que tinham alguma coisa, eram os da "correria", desde essa época ouvia o brown e outros caras nos alertando desse perigo, do mau caminho do crime, mesmo assim nunca discriminou quem era do "corre". Velho, tenho 34 anos, um respeito enorme pelo Brown e por todos "números baixo" do RAP, desbravadores q nunca se importaram com fama e dinheiro em função de uma missão. Acredito que a missão foi cumprida e nada mais nobre de um sujeito como o Brown, assinar embaixo do trabalho dos irmãos que a partir de agora estão começando essa GRANDE TRANSFERÊNCIA DE DINHEIRO!!!! Aliás: 4P - PODER PARA O POVO PRETO. PODER PARA O POVO DA PERIFERIA!!!

Breno Macedo disse...

Parabéns pelo texto, expressou bem o que esta se passando!

Júlio César (ex-integrante do Veredito do Gueto) disse...

Caralho!!Esse assunto é foda mesmo,mas vamos lá.O brown,assim como o Racionais e outros,mas principalmente os Racionais,mudaram a minha vida em determinado momento.Me descobri como negro,como pobre,como homem e passei a ter valores que nunca antes tinha descoberto.
Me abriu um mundo novo,fui inclusive montar um grupo de Rap para me expressar também e deixar a minha contribuição para alguns(queria ser um multiplicador do que aprendi até aquele momento),eu também queria ser referência.
Nessa caminhada aê, busquei mais e mais informação e descobri um monstro que nos assola todos os dias CAPITALISMO!!(com ele vem a lógica da dominação,exploração burgesa,racismo,alienação em massa,etc)A origem de todo o mal,e esse mal pegou o rap faz tempo(ainda bem que os focos de resistência existem).E ai que mora a origem disso que vemos hoje,a maioria dos raps deixaram de ser resistência.
A historia da evolução musical/social nos pegou.Todos queriam a evolução musical e social,mas poucos se preparam intelectualmente para essa mudança.fomos aceitando toda a "evolução",sem raciocinar,raciocinar no que estava-mos nos transformando(consumistas,ostentadores)parece que nossos motivos pra lutar não são mais os mesmos.Hoje não lutamos para melhor educação de nosso povo,tem maluco falando de carro que nunca vai ter,e errando conjugação verbal!?,trocando "L"pelo "R",quer ter cordão de ouro,mas não tem casa!?A elite deve dar muita risada,não causamos mas medo!
E a lógica do capitalismo é essa,te adormecer com distrações e ilusões,esquecer da educação da situação politica de seu país,se eu tenho carro,cordão grandão,relógio grandão,to bebendo destilado caro.TRANQUILÂO!TÔ BEM!Resumindo o capitalismo nos venceu e está nos engolindo e acho que não deveria,mas o Brown como muitos virou vítima e não percebeu isso,não se preparou,deixou de lado sua ideologia de confronto,não conseguiu casar as coisas evolução e dinheiro(ganhos com mérito)com ideologia embasada e forte.Fica só a história,mas que é preciso tomar cuidado para que sua história bonita não termine manchada.
É muito bonito falar que o rap é compromisso,na pratica é outra fita.Compromisso com o que?com quem?Acho que alguns estão se perdendo,o Brown é um deles.Lamento.

V disse...

pois é... Parabéns pelo texto Bruno... O Funk é uma regressão! corre pelo lado contrário do RAP... Parabéns também ao Julio Cesar que complementou o texto!

sound feeling disse...

MEU COMENTARIO É !! O DINHEIRO É FODA !!

Renata ROSA DE FREITAS disse...

vc e um otário,e esse negocio de tv nada a ver o MV Bill uns dos grande nome no rap vive na tv e nem poriso e tirado,e outra vc fala da parte da musica sobre ostentação e o que vc tem a falar dessa parte

"Pros parceiros tenho a oferecer minha presença,
Talvez até confusa, mais Leal e Intensa" ♫

Zeka VL disse...

Quero parabenizá-lo irmao pela coragem, lembro do passado nao muito remoto onde ninguém tinha coragem de expor as verdades do brow exeto eu que perdi a amizade dele por falar, mas mantive o respeito aos meus fãs, pq nao achei justo ele de amizade com os satanistas do rap " Mv bil e seu empresario Celso Ataide,que é ex-pm, mas hj vejo que minha frase é real, ou seja A MENTIRA CORRE E CANSA E A VERDADE ANDA E ALCANÇA.
VC DISSE TUDO QUANDO OBSERVOU QUE TUDO ISSO É REFLEXO DAS MUDANÇAS DE VIDA DO BROW E QUE CONSEQUENCIAS TERAO, MAS ACHO QUE DEUS LEVANTARÃ UM MULEKE NOVO PARA SER REPRESENTANTE DA NOVA GERAÇAO DE REVOLUCIONÁRIOS, OS VIDA LOKA ORIGINAL TÁ VIVO E TRAMPANO, ASSIM COMO OS V.L COR DE ROSA TAO SE APRESENTANDO.

PAZ A TODOS.

José María Souza Costa disse...

Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com



Anônimo disse...

aih j cesar ja kurti mto seu som..fmz manu revolucionarios n dicen amen

Leandro Gatto disse...

parabens pelo texto

Leandro Gatto disse...

alias lembro quando tinha 11 anos em 97 ouvindo racionais, bons tempos

serginhoindio disse...

karalho mano vc falo tudo aguilo ki tava intalado na minha garganta, kra vc tem meu respeito viu mano... Parabéns!!!!

Anônimo disse...

Funk "Proibidão" é muito nojento, Funk Melody é muito melhor, fala de romantismo e faz protestos sociais, é o verdadeiro Funk brasileiro. Latino é um dos representantes do Funk Melody mas os que mais se destacaram foram Claudinho & Bucecha, MC Leozinho e Perlla. O "Proibidão" pode até ser considerado música, mas é um conjunto de inversão de valores, por exaltar bandidos, defender a morte de policiais e falar de sexo explícito, características que simbolizam a falta de ética e/ou caráter, a indecência e a mais alta subversão(Pra mim, bandido tem mais que morrer mesmo e queimar no fogo dos mil infernos e foda-se a Justiça brasileira e os Direitos Humanos). Prefiro Funk antigo mesmo, Funk atual é lamentável, desprezível.

Anônimo disse...

Funk Ostentação é bom pro sistema !! Facção central é inimigo do Sistema.

Anônimo disse...

Po funk hj... Ta dando nojo... Os caras estão alienando uma geração mano... Saudades do funk dos anos 90, mc marcinho, krai... Os monstros sagrados do rap tão se perdendo, não estão reagindo, e até tão criando uma vertente imunda do rap... Ta triste a cena musical da periferia hj em dia...

Alexandre Jesus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandre Jesus disse...

O homem na estrada recomeça sua vida... A minha realidade eu vivo bem melhor.

D*DarKness... disse...

mano em quando tiver um sofredor sóbrio no nas vielas ainda haverá esperança boa mano falou tudo .

Postar um comentário