Sempre sonhe antes de dormir.

Tracei metas,
Falhei, caí, chorei,
Quase sucumbi,
Mas quando tudo parecia pranto
O sonho parecia real.

Idealizei, viajei,
Naveguei numa onda
De devaneios que em minha mente
Borbulhou verdades.

Enfureci-me comigo mesmo
Só de lembrar dos momentos
Que por algum infortúnio
Eu simplesmente me esqueci de sonhar,
Ou deixei que usurpadores podassem a flor
Dos meus anseios.

Só que depois eu sorri...
Sorri de mim mesmo quando
Enxerguei minha quimera
Em forma de vida,
E passei a ver a minha vida
De uma nova forma,
Só que sem forma.

Sou grato aos sonhos por ainda viver,
Sou grato a eles por ainda sorrir,
Sou grato a eles por aprender
A crer no que sequer posso tocar ou ver.

É a fé no abstrato.
E no abstrato de um sonho
Que consome meu coração,
Às vezes eu chego a perder completamente a razão.
Mas é assim mesmo,
O que move um sonho é a paixão,
E o que move a paixão é a vontade,
Vontade de transformar sonho em realidade.

Quem não sonha já morreu,
Quem nunca sonhou, sequer viveu.
Quem realizou-se, reaprendeu a sorrir,
E quem vive de verdade,
Sempre sonha antes de dormir.

BrunoricO.

2 comentários:

Nulled Br disse...

bruno queria falar com vc para da um presente a esse blog me add mateus01@live.com

Ah! Line. disse...

E hoje caro amigo, as lágrimas vieram com as tuas palavras!

Postar um comentário