Subsistência.

Eu sei de tudo que poderia
Saber para compreender
Perfeitamente que não sei
Absolutamente de nada,
Mas nada mesmo!

Mas o nada daqui a pouco
Vira alguma coisa,
É só aguardar.

E essa alguma coisa
Rotineiramente vira nada,
Mas nada mesmo!
BrunoricO.

2 comentários:

Ahh... Line. disse...

Tão sincero! Tão sutil... Vc ainda me surpreende queridão! beijos históricos!

Impotentes Reflexões disse...

"Só sei que nada sei".
Eterno aprendiz, tens em belo blog, parabéns!

Abraços.

Postar um comentário