Folhas azuis.


No meio da imensidão de árvores na floresta,
Uma se destacava por seu estilo
Mais do que peculiar.
Era a árvore de folhas azuis;
Ao contrário das que a cercavam,
Tal árvore não possuía
Folhas verdes como as demais,
Suas folhas eram azuis,
Algumas mesclavam entre
Tons claros e escuros,
Mas todas eram azuis.

Por ser diferenciada
A árvore de folhas azuis
Era profundamente discriminada.
Os pássaros não faziam morada
Em seus galhos,
Os felinos não a escalavam
E as outras árvores dela não gostavam,
Pois a invejavam por ser diferente.

Certo dia um grupo de madeireiros
Resolveu cortar todas as árvores da floresta,
Mas preservaram a de folhas azuis,
Justamente por ela ser diferente.

Durante anos a árvore de folhas celestiais
Imperou impoluta como um ponto azul
Na imensidão da solitária floresta.
E como os pássaros
Que outrora a desprezavam
Não possuíam mais opção,
Restou-lhes apenas,
A eterna bajulação.

BrunoricO.


Comentário do autor: Os diferentes também possuem o seu valor e a sua beleza particular. Ninguém precisa e nem deve ser igual a ninguém; que chato seria o mundo se todos fossem iguais, pensassem e agissem da mesma forma. É preciso ser diferente , o mundo já está farto dos seres iguais.
Viva a diferença!

5 comentários:

Lice Soares disse...

Vim conhecer o teu blog e quero brindar.
Parabéns pelo espaço. Muito bom
Gostaria de receber uma visita e um registro do sentimento crítico por lá.
Um grande abraço.
http://licesoares.blogspot.com

zeca borges disse...

Bela poesia , e cmo vc disse viva a diferença .

Nathalie disse...

muitooo bom Bruninhoo!
Graças a deus somos tomos diferents...cada um na sua peculiaridade. E 'viva as diferenças!'

SMM disse...

Lindo blog! Gostei muito! Se puder me visite, http://sindromemm.blogspot.com

Gabriella Oliveira disse...

Parabéns pelo blog.

Postar um comentário